Notícias

Segundo dia de Fliaraxá começa com bate-papo sobre poesia

20 de junho de 2019

A programação desta quinta-feira começou com bate-papo sobre poesia. Clarice Sabino, Rafael Cavalcanti, Wally Wilde e Zack Magiezi conversaram com Luiz Ruffato na mesa de tema “Poesia hoje: até onde vai o poema?”. Ao serem perguntados sobre a relação da poesia de tradição e a poesia atual as respostas foram diversas. Alguns falaram da importância de poetas tradicionais, passando pelos séculos XIX e XX.

Para Wally Wild a poesia hoje é como “uma planta nascendo em um bueiro, que muitas vezes não vemos”. Ao final, os autores leram trechos de seus poemas e foram muito aplaudidos pelas pessoas presentes no Cine Teatro Tiradentes.

Monja Coen

No encerramento da primeira noite de Fliaraxá, Monja Coen fez todo mundo relaxar. De meia branca, chinelo, cachecol e o tradicional samues, falou sobre o tempo do mundo e o tempo de cada um com mediação de Afonso Borges. Sem nenhuma cadeira do Cine Teatro Tiradentes vazia e fila de espera na porta, a Monja realizou o, também tradicional, exercício com o público. Segundo ela, é para sentir o corpo e o agora, o momento presente, no qual as pessoas percebem onde estão e quem são.

Para isso, alguns pontos precisam ser repensados. Segundo ela, às vezes, quando você está fazendo alguma tarefa, o tempo pode passar lentamente ou bem rápido. O andamento deste tempo vai depender da atenção ou não atenção que você dá para ele. De acordo com a Monja, viver o momento presente e a situação que está acontecendo agora, faz o tempo de cada um acontecer.

Por fim, Coen também comentou sobre a importância do Fliaraxá e da leitura e imaginação. “A importância está em conhecer outras realidade e outros tempos. Quando lemos somos transportados para outras dimensões, conhecemos os outros a nós mesmos”.

Noite musical

A noite musical teve de tudo: abertura com congado, Orquestra Popular de Araxá, Trio Rivas, Carol & Vinícus Moira com participação de Neto Ribeiro e Aline Calixto encerrando com chave de ouro. Aline e sua banda prepararam um repertório em homenagem a Clara Nunes e Alice Ruiz (esta que estava na plateia dançando ao som dos músicos).

Hoje a programação continua com shows, contação de histórias, bate-papos e muito mais.

(Jaiane Souza)

[fbcomments]

Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0