Notícias

Sarau da Turma de Tamanduel anima o último dia da Fliaraxá

    20 de novembro de 2017

    O Sarau da Turma do Tamanduel animou o público na manhã deste domingo.  Junto com os mascotes Tamanduel e Lobato, a atração contou desta vez com a presença de vários autores de livros infantis.

    Marco Haurélio, poeta, ilustrador e folclorista, iniciou as atividades no palco principal fazendo rimas com palavras e nomes de pessoas da plateia. A artista plástica e escritora Selma Maria, brincou com as crianças com trechos de sua obra “O Livro do Palavrão”, em que o personagem Joãozinho resolve ser “gente grande de verdade” e começa falar as palavras com “ão” no final (por exemplo, leite vira “leitão”).

    O escritor Beto Junqueyra desafiou o público a descobrir o significado de palavras faladas em outros países de língua portuguesa como Angola, Timor Leste e Moçambique.  Com humor, ele citou “desconseguir”, que é NÃO conseguir e “mata-bicho”, que significa café da manhã, e ainda premiou os ganhadores do desafio com exemplares de seus livros.

    O autor de Araxá Rafael Nolli também subiu ao palco apresentando sua mais recente obra, “Ao Pé da Letra”.

    A parte musical da atração matutina ficou por conta do escritor e músico Sílvio Costta e do professor e escritor Leo Cunha, que entoaram várias canções como o tema oficial dos mascotes do Festival e uma nova versão da “Barata Diz que Tem”. O Grupo Fratelo, já conhecido e querido da meninada, acompanhou com alegria todas as músicas com coreografias e improvisações.

    Fotografia: Frankli Caldeira

    Comentarios

    comments