Notícias

Monja Coen falará sobre o zen budismo no combate à depressão no FliAraxá

8 de maio de 2018

A ansiedade está a mil, mas “o sofrimento é opcional”! Aí está uma das autoras confirmadas do FliAraxá 2018: Monja Coen. Ela é a primeira mulher monja de ascendência não-japonesa a assumir a Presidência da Federação das Seitas Budistas do Brasil. Estará conosco para conversar sobre O Sofrimento é opcional (Bella Editora), livro lançado em novembro de 2017.

De uma forma simples, agradável e cativante, ela aborda quais foram os passos que a auxiliaram a dominar a depressão e uma tentativa de suicídio. O texto detalha como o budismo encara a doença.

Como Monja Cohen poderá falar mais no FliAraxá 2018, ela acredita que o zen budismo pode ajudar a prevenir a enfermidade que atinge cerca de 320 milhões de pessoas no mundo. Os dados são da Organização Mundial da Saúde.

Ao longo das 112 páginas e a líder espiritual escreve sobre “as quatro nobre verdades”, sobre como ser “Zen para viver bem”. Em seu próprio site conta que pensou que a tarefa de escrever o livro fosse mais fácil do que realmente foi.

“Entretanto, pouco conhecia sobre a depressão e tive de me debruçar sobre livros e conhecidos para clarificar o assunto e escrever algo que pudesse ajudar todas as pessoas que procuram um caminho de libertação. Senti-me deprimida durante o processo. Seja qual for o seu caso – e o meu –, espero que as reflexões e os ensinamentos de Buda possam ajudar a superar amarras e libertar todos os seres”, afirma.

Monja Cohen no FliAraxá

A programação completa com as datas será divulgada em breve!

[fbcomments]