Fliaraxá 2015 comemora os 50 anos da carreira literária de Lya Luft e os 150 de Araxá

19 de novembro de 2018

Cobertura em vídeo do  IV Fliaraxá 2015 – https://bit.ly/2TrKaiL

O IV Festival Literário de Araxá – Fliaraxá – será palco de comemorações especiais.

Lya Luft é a autora homenageada desta edição e vai celebrar seus 50 anos de carreira literária no festival. Com cerca de 30 livros publicados, a premiada autora gaúcha vai conversar sobre seus livros num momento especial do Fliaraxá, na companhia da amiga, escritora e imortal da Academia Brasileira de Letras Nélida Pinon. 

Lya Luft participa, ainda, de dois importantes momentos do evento: a entrega do Prêmio Fliaraxá – Literatura nas Escolas aos vencedores do III Concurso de Redação e  da mesa de debate com Miriam Leitão e Marina Colasanti, quando as autoras irão falar sobre o tema “As aventuras de escrever para crianças”, referindo-se às obras infantis de ambas e da participação família na criação das histórias.

Outro momento marcante no Fliaraxá 2015 é a presença de Mauricio de Sousa, que vai ao Festival para comemorar seus 80 anos.

Durante cinco dias, de 26 a 30 de agosto de 2015, Araxá terá seu aniversário de 150 anos comemorado através das atividades culturais gratuitas do Fliaraxá, com debates, oficinas, lançamento de livros, exposição fotográfica de Daniel Mordzinski, concurso literário, na Fundação Cultural Calmon Barreto (Praça Arthur Bernardes, 10 – Centro – Araxá). Todo o Festival será gravado em vídeo e transmitido de forma simultânea, online, pela internet. Quatro debates serão selecionados e transformados em programa de televisão, a ser transmitido para todo o país, pela TV Câmara. O Festival também está nas redes sociais, no Facebook e no Twitter. A programação completa está disponível em www.fliaraxa.com.br.

No Teatro Municipal de Araxá serão apresentados três espetáculos: Mineiramente  do Grupo Ponte de Partida e a peça A Alma Imoral. No primeiro, abraçados pela poesia de Drummond, a fala de Guimarães Rosa, a música de Milton Nascimento, Fernando Brant, Tavinho Moura e ao som de clarineta, piano, bateria e vozes, o espetáculo desafia o público a descobrir possibilidades de encantamento e beleza em sua cidade, estimulando um novo olhar sobre o cotidiano. Já a peça A Alma Imoral é um monólogo de Clarice Niskier que desconstrói e reconstrói conceitos milenares da história da civilização através de histórias e parábolas da tradição judaica.  Também está na programação “A máquina de fazer espanhóis”, com direção do de Cláudio Dias, e 11 atores do Teatro do Cefart – Centro de Formação Artística e Tecnológica, da Fundação Clóvis Salgado de Belo Horizonte. A montagem é uma livre adaptação do livro homônimo do escritor angolano Valter Hugo Mãe que vive em Portugal desde sua infância. O espetáculo narra a história de António Jorge da

Silva, um barbeiro de 84 anos que, após perder a esposa, passa a viver em um asilo e compartilhar com seus novos companheiros suas memórias e reflexões sobre a vida. Ambientada em Portugal dos dias atuais, a trama se desenvolve na casa de repouso Feliz Idade.

A curadoria é de Afonso Borges, idealizador do Fliaraxá e fundador do Sempre Um Papo, projeto de incentivo à leitura criado há 29 anos. O Fliaraxá 2015 é apresentado pelo Ministério da Cultura e pelo Circuito CBMM de Cultura, com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Conta com o apoio cultural do Itaú, realização da Associação Cultural Sempre Um Papo, e apoio institucional da  Prefeitura Municipal de Araxá, por meio da Secretaria Municipal Especial de Turismo e Eventos e Fundação Cultural Calmon Barreto, com produção Rubim Produções.

Integração com Portugal

O evento conta com atrações internacionais como o português Gonçalo Tavares, com livros traduzidos em vários países, que além de falar sobre a língua portuguesa no mundo, fará também uma oficina literária.

Outro convidado é o jornalista, tradutor e escritor argentino, Leopoldo Brizuela que lançou no Brasil o livro “Uma Mesma Noite”, e irá participar de uma mesa com o escritor brasileiro Bernardo Carvalho, autor de “Nove noites” Os dois farão uma mesa falando dos pontos de contato entre seus trabalhos.

Com quase 60 autores em sua programação, o Fliaraxá vai ressaltar a integração com Portugal e a língua portuguesa. Para tanto, o  Festival traz um dos grandes biógrafos de Fernando Pessoa, o pernambucano José Paulo Cavalcanti Filho, autor de uma obra monumental sobre o poeta português e também uma bela homenagem à língua portuguesa e seus poetas, feita pela contadora de histórias Lucrecia Leite, chamada “Vaivém de histórias”.

O Brasil em Araxá

Dentro da literatura contemporânea, o Fliaraxá traz nomes de grande importância no Brasil, como Marçal Aquino, Fernando Bonassi, Carlos Herculano Lopes, Ana Elisa Ribeiro, Ana Martins Marques, Santiago Nazarian, Xico Sá, Carlos de Brito e Mello, Sérgio Abranches, Francisco Azevedo, Mary del Priore, Frei Beto, Marina Colasanti, além de Luiz Ruffato, que também oferecerá uma Oficina de Microcontos.

O Fliaraxá 2015 preparou um encontro mais que especial e que promete arrebatar as emoções dos leitores adolescentes. As mais consagradas autoras da literatura juvenil da atualidade, Paula Pimenta, Thalita Rebouças, Bruna Vieira e Babi 

Dewet estarão juntas no palco do Festival para falarem sobre suas obras e lançarem o livro de contos “Um ano inesquecível”. Elas dividem a autoria desse livro, que reúne quatro histórias adolescentes vividas, cada uma, em uma estação do ano.

Outra presença que promete deixar os jovens leitores bastante felizes é a do escritor Pedro Gabriel, autor do aclamado “Eu Me Chamo Antônio”, livro de poemas, desenhados em guardanapos. No Fliaraxá ele participa de uma mesa e também dará a oficina “Novas formas de escrita – Quais suportes nos colocam no mundo literário”.

Um destaque para a mesa de debate “Ler Vale a Pena”, que apresenta os gestores do maior programa de difusão literária de São Paulo, o Literatura Viva, que já levou centenas de escritores e ilustradores para todo o Estado. São eles Elisangela Soares e Ricardo Barros. Estarão ao lado da Secretária de Educação de Araxá, Gessy Glória Lemos, que falará sobre os programas de leituras implantados na cidade.

Um olhar sobre Araxá

Um cuidado muito especial é dado à produção literária de Araxá,  com lançamentos  e mesas e rodas de conversa, envolvendo Leila Ferreira, Dirceu Ferreira, Canarinho e Odone, além de um espaço especial para a Academia Araxaense de Letras, que será representada por Cátia Lemos, Glaura Teixeira Nogueira de Lima, Hermes Honório da Costa, Márcio Antônio Paula Duarte e Tarcísio Cardoso, na mesa que falará dos 50 anos da Academia, comemorados em 2015.

 

Programação Infantil

Nesta edição, a programação para o público infantil cresce, atendendo a demanda das escolas, que são grandes parcerias do Festival. O evento traz um grande ilustrador, o pernambucano Jô Oliveira, que tem mais de 100 livros publicados e comemora no Fliaraxá os 40 anos de carreira. Há também a premiada pelo Jabuti e uma das maiores escritoras do gênero, Marina Colasanti e o escritor mineiro Leo Cunha, poeta de primeira  linha.

Paulo Netho, um poeta e declamador, que deixa sempre uma legião de fãs por onde passa, será presença constante no Sarau do Tamanduel, novidade para o público infantil, que mistura teatro, literatura e música junto com o músico Salatiel Silva. O cordelista e folclorista baiano Marco Haurélio também é um dos convidados. Ele tem mais de 80 livros sobre cordel e cultura popular e fará mesas e oficinas. O poeta José Santos trará suas releituras de clássicos para o público jovem, misturando futebol com a Ilíada de Homero e a Divina Comédia de Dante, além de adaptar para literatura de cordel, uma comédia de Shakespeare. José Otavio Lemos,  araxaense vai lançar seus livros e fazer atividades junto com seu filho Pedro, de seis anos.

Convidados Fliaraxá 2015

Ana Elisa Ribeiro, Ailton Krenak, Ana Regina Nogueira, Antônia Pelegrino, Armatrux,  Alexandre Castro, Babi Dewet, Bernardo Carvalho, Bruna Vieira, Carlos Andreazza, Canarinho, Carlos de Brito e Mello, Carlos Herculano Lopes, Clarice Niskier, Celso Adolfo, Dênia Dutra,  Elisangela Soares, Fábio de Sá Cesnik, Fernando Bonassi, Francisco Azevedo, Frei Betto, Gonçalo Tavares (Portugal), Glória Tupinambás, Humberto Werneck, Jô Oliveira, José Paulo Cavalcanti Filho, José Santos, Laura Conrado, Leila Ferreira, Leo Cunha, Leopoldo Brizuela (Argentina), Lucrecia Leite, Luiz Ruffato, Luiz Humberto, Lya Luft, Marçal Aquino, Mariela Parolini, Marco Haurélio, Marina Colasanti, Mary Del Priore, Mauricio de Sousa, Miriam Leitão, Mônica Cunha, Nélida Piñon, Nelson de Oliveira, Paula Pimenta, Paulo Netho, Pasquale Cipro Neto, Pedro Gabriel, Ponto de Partida, Renato Zupo, Renato Weil, Ricardo Aleixo, Ricardo R. de Barros, Santiago Nazarian, Salatiel Silva, Sérgio Abranches, Tambor Mineiro, Thalita Rebouças, Vicente de Britto Pereira, Xico Sá.

Autores de Araxá: Gessy Glória Lemos (Secretária Municipal de Educação de Araxá),  Canarinho, Cátia Lemos, Dirceu Ferreira, Ernesto Rosa, Glaura Teixeira Nogueira de Lima, Hermes Honório da Costa, Heleno Álvares, José Otávio Lemos, Márcio Antônio Paula Duarte, Odone Rios, Rafael Nolli, Rodrigo Feres e Tarcísio Cardoso.

Serviço:

IV Festival Literário de Araxá – Fliaraxá

Data: 26 a 30 de agosto de 2015, quarta-feira a domingo

Local: Fundação Cultural Calmon Barreto – Praça Arthur Bernardes, 10 – Centro – Araxá

Informações para a imprensa: Coordenadora de comunicação: Jozane Faleiro – jozane@sempreumpapo.com.br – 31 3261-1501 / 31 9204-6367.

Jornalismo: Fred Silva – fred@sempreumpapo.com.br.

[fbcomments]